A contabilidade em Belo Horizonte fornece dados estratégicos nos quais você pode concluir o seu perfil de liderança com os seus funcionários

Se você acha que é a melhor pessoa que pode falar sobre você como um profissional à frente da sua equipe, saiba que está enganado. Com uma visão extremamente intimista, a tendência é que você, dentro da sua perspectiva, seja imparcial. Bem como as opiniões de seus liderados que, mesmo olhando de fora, analisarão de acordo com o seu relacionamento e suas visões particulares. Para as definições que a empresa precisa, é ideal que você tenha consigo o auxílio de uma contabilidade em Belo Horizonte.

A contabilidade em Belo Horizonte trabalha diretamente com números e são exatamente os números que falam sobre a perspectiva da liderança direcionada a empresa. A contabilidade em Belo Horizonte traça a perspectiva da liderança dentro de um conceito integral do negócio, e como o comando tem influência no fator motivação e desempenho com um todo no empreendimento é importante que os números sejam levantados pela contabilidade em Belo Horizonte.

Por isso mesmo, o artigo mostra, além da importância da contabilidade em Belo Horizonte em perspectivas que nem imaginamos, tabém os modelos de liderança para você ver qual mais se enquadra com o seu, ou os fatores que você precisa mudar ou manter de acordo com o perfil da sua empresa e dos seus liderados.

É válido informar, também, que esse primeiro texto tem apenas três perfis de liderança, mas ele será o primeiro de uma série, a fim de não deixar o artigo muito extenso. Então, a ideia é que você leia e logo procure uma contabilidade em Belo Horizonte para se inteirar sobre o assunto.

Partindo disso, esse artigo tem como finalidade demonstrar o perfil de cada líder. E se você está curioso em saber qual é o seu, procure uma contabilidade em Belo Horizonte. Mas lembre-se, esse texto ainda o primeiro de uma série, logo, outros perfis ainda serão demonstrados.

O Chefe

Nesse artigo você verá muitos exemplos de líderes, que conceituam suas ações em ser cooperativo com os seus funcionários, porém, iniciamos o texto com a tradicional figura do chefe. O clássico mandão e autoritário de forma gratuita, que não representa a ideia de chefia na prática majoritária, mas, sim, reflete a caricatura do chefe turrão.

No fundo, no fundo, a postura do chefe é uma crosta que ele usa para se defender das ameaças do seu cargo.

Devido a sua postura, os chefes dificilmente ganham os funcionários para si, partindo da tradicional linha tênue entre o medo e o respeito. Com uma postura agressiva verbalmente, o chefe tende a ser mais temido do que respeitado.

Se podemos enxergar algum benefício no chefe turrão, é que ele será soberano em suas decisões, já que terá poucas objeções. Porém, o benefício é individual, que reflete o próprio individualismo do chefe clássico que ignora completamente o senso coletivo da empresa.

Líder democrático

É o oposto do chefe clássico. O líder democrático, no geral, é carismático. O modelo do boa praça, que quer trazer a sua equipe para perto de si no projeto e demostra clara confiança aos seus liderados.

O líder democrático busca integrar a equipe na resolução dos problemas, onde quer sempre ser uma ponte facilitadora entre problema e solução.

Como em toda democracia, o líder democrático zela pela opinião geral, o consenso e agregar a boa vontade de todos. Geralmente, os líderes democráticos agregam ideais para si e trazem a sua equipe junto a esses ideais.

O ponto a ser trabalhado pela liderança democrática é a indecisão. Muitas vezes o agradar a todos acaba não agradando ninguém. Por isso, uma pitada de postura é sempre bom para que o líder democrático, na medida, assuma algumas broncas que são suas e de mais ninguém.

Líder autoritário

Se engana quem acha que o líder clássico e autoritário têm muitas semelhanças entre si. Enquanto o líder clássico age de forma rude por medo de perder a mão da sua liderança, o líder autoritário geralmente é perfeccionista e a sua rudez se dá pelo estigma do “tudo certo e do seu jeito”.

Geralmente o líder autoritário será individualista e tende a tratar os funcionários como se fossem seus robôs particulares.

Ele não abrirá espaço para sugestões e será PHD nas frases “Vai e faz” e ” Dá um jeito”.

Por um lado, o líder autoritário será movido por resultados e dentre todos os esforços possui grandes chances de gerar números positivos à empresa, porém, esses números serão conseguidos custe o que custar e pode custar caro para a gestão de pessoas, gerando uma rotatividade grande de funcionários, que podem se desgastar e deixar a empresa. Além de ter em sua equipe funcionários desmotivados e que pouco rendem, mesmo com a voracidade do líder em busca dos seus resultados.

Bem, ainda temos uma série de líderes para apresentar como o líder paternal, marcador de ritmo, treinador, centralizados, liberal etc. Acompanhe os nossos artigos e busque correndo uma contabilidade em Belo Horizonte para traçar o perfil da sua liderança para que, se preciso for, você adeque a sua forma de trabalhar de acordo com a sua equipe, mercado e demais circunstâncias.

Fale Conosco

Se você procura uma contabilidade em Belo Horizonte para sua empresa, entre em contato com a Valor Contábil.
Contatos:
Email – valorcontabil@valorcontabil.net
Telefone – (31) 3224-2972